Saúde pra que?

0
282

Oi! Boa sexta a todos. Como estão? Estamos bem, buscando cada dia ter mais informações pra passar pra vocês.
Para quem ai não viu, no @Instagram estamos com o perfil @saudepraque_oficial para diariamente manter vocês informados sobre saúde, educação e humanização social. Segue lá!!

Bem, hoje falaremos sobre Hanseníase, fatores históricos, tratamento e condições sociais.
A Hanseníase é uma doença infecciosa, causada por uma bactéria, chamada Mycobacterium Leprae. Antigamente era chamada de “Lepra”, termo não mais utilizado no Brasil desde a década de 1970. Trata-se de uma doença perfeitamente curável, mas se não tratada devidamente pode ser preocupante. Seu tratamento é gratuito no mundo todo hoje em dia, e observam-se várias campanhas para sua erradicação.

É preciso estar atento aos sintomas da hanseníase, que são: formigamento, cãibras recorrentes, manchas brancas ou avermelhadas. O que chama mais atenção na doença é a perda de sensibilidade ao tato e ao calor.

A transmissão se dá do paciente infectado para outro saudável. Em geral, o contágio se dá da pessoa que não sabe que está com a doença e, consequentemente, não está fazendo o
tratamento. O bacilo, por viver nas vias aéreas superiores, em ambientes fechados, propaga-se através do espirro ou da tosse. A bactéria que ataca os nervos da pele provoca, além de dores, formigamentos e manchas, perda de sensibilidade ao tato, à dor e ao calor. Não há transmissão pelo contato de pele com o paciente. Os Antibióticos para a HANSENÍASE são usados para tratar as infecções, mas o tratamento completo é de longo prazo e são entregues pela Atenção Básica ou pela enfermeira do posto ou pela Farmácia Básica. Nas formas mais brandas (paucibacilares) demora em torno de seis meses, já nas formas mais complicadas pode demorar um ano ou mais (multibacilares). Existem alguns medicamentos específicos e combinações medicamentosas que são prescritas pelo médico. Alguns deles não podem ser tomados por gestantes. Por isso, comunique sempre seu médico em caso de gravidez. É fundamental seguir o tratamento prescrito pelo médico, pois ele é eficaz e permite a cura da doença caso não seja interrompido. A primeira dose do medicamento já garante que a bactéria não é transmitida a outras pessoas. A campanha do Janeiro ROXO que COMBATE a HANSENÍASE é organizada pelo Ministério da Saúde e pela Sociedade Brasileira de Hansenologia.

Eu quero agradecer a companhia de vocês e desejo um final de semana maravilhoso a todos. Mandem sua mensagem, deem sua opinião e compartilhem.

Não esqueçam que SAÚDE DE QUALIDADE É PARA TODOS.

Referencias

1. https://www.dahw.org.br/o-que-hansenias/?gclid=EAIaIQobChMI2PO2g_WI4AIVDAuRCh05tw42EAAYASAAEgL_1PD_BwE

Marília Rabelo Pires – Farmacêutica Sanitarista

saudepraque@gamil.com

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here