Saúde pra que?

0
299
Oi!!! Tudo bem com vocês? Espero que sim. Mas caso contrário, tenho certeza que tudo ficará bem em breve.
Bom, pra iniciarmos o dia, quero desejar a vocês uma feliz Festa de Natal que na próxima semana acontecerá como também dizer que hoje falaremos sobre o uso de bebidas alcoólicas, sua história e prospecção na sociedade atual.
Há 8.000 anos a.c foi preparada a primeira porção alcoólica em uma bebida na China que se
tem registro na historia da humanidade. Bebida esta fermentada, formada por mel, uvas,
cerejas e arroz e que quando pronta pra ser consumida, também reunia as pessoas ao seu redor. O álcool sempre foi sagrado para a humanidade e foi isso que fez o mundo ser o que é
hoje. No século passado, bebia-se o dobro do que se bebe hoje em dia. E é importante também esclarecer que o uso de bebida alcoólica ajudou a humanidade a superar epidemias, desbravar o planeta, construir impérios, vencer guerras, organizar sociedades democráticas e inventar tecnologias essenciais para o dia a dia de todo mundo.
O álcool tem se tornando o grande vilão de uns tempos pra cá na sociedade moderna
(Moderna?), pois engorda, vicia, causa acidentes de trânsito e o álcool também é meio
malvisto, principalmente pelas consequências que o uso de forma abusiva provoca e
pela necessidade que os “jovens” tem de se sentir inclusos nos seus grupos sociais.
No Brasil, o etilismo (alcoolismo) é um problema de saúde pública e é classificada como uma
Doença Crônica Não Transmissível (DCNT) e não faz parte da listagem de notificação
compulsória. Ou seja, como a gestão da saúde no SUS é regionalizada, descentralizada e plena, cada município tem autonomia de notificar ou não ao Ministério da Saúde os casos de munícipes com este agravo. Os municípios e sua Regional de Saúde tem por perfil epidemiológico dos seus habitantes a decisão de ter assistência de Saúde Mental através do CAPS e dos leitos psiquiátricos nas unidades hospitalares regionais para os tratamentos como também os Postos de Saúde (UBS) devem ser porta de entrada deste usuário (Acessem Portaria nº 204, de 17 de fevereiro de 2016).
Como falei anteriormente, o consumo da bebida alcoólica precedendo ao ato de dirigir geram
muitos problemas. ALGUÉM PODE SE MACHUCAR! Aquele que consome álcool e depois dirige
assume a responsabilidade por tudo que houver, de bom ou ruim. A punição para motoristas
alcoolizados que provoquem morte no trânsito tem pena passível de 5 a 8 anos de reclusão.
Então, com tudo isto, é melhor beber e ir de carona, ou pedir pra alguém dirigir por você, ou
não beber, mas nunca dirigir depois de beber. (Acessem Lei nº 13.614, de 2018).
Portanto, concluo nossa conversa agradecendo sua companhia e lembre-se que SAÚDE DE QUALIDADE É PRA TODOS.
Estarei sempre à disposição para saber qual tema de saúde vocês querem ler por aqui. Mande sua mensagem, deem sua opinião, compartilhem e ótima semana.
Marília Rabelo Pires- Farmacêutica Sanitarista

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here