Saúde pra que?

0
306

Oi, pessoal! Como estão? Graças a Deus tudo bem, muito estudo e um artigo novo pra vocês aprenderem e compartilharem o @saudepraque_oficial. Segue lá!

Bem, como estamos na iminência das semanas de carnaval, falaremos sobre os
MÉTODOS CONTRACEPTIVOS, o gênero do usuário, as reações no organismo, às necessidades e os fatores sociais.

Os métodos contraceptivos são métodos que evitam a gravidez indesejada e devem ser
escolhidos com a ajuda de um profissional e em comum acordo entre o casal. PROCURE SEU
MEDICO! Os métodos contraceptivos apresentam como função primordial a prevenção contra uma gravidez indesejada. Dos métodos, a camisinha feminina e masculina são as únicas que conseguem prevenir as IST (Infecções Sexualmente Transmissíveis).

Os HOMENS tem como método contraceptivo o preservativo (camisinha), já a MULHERES tem como método a camisinha feminina, o diafragma, a pílula anticoncepcional (método mais utilizado no BRASIL), a injeção combinada intramuscular, a minipílula, a pílula de emergência (PÍLULA DO DIA SEGUINTE) e o dispositivo intrauterino (DIU, eficaz de 97 a
99%). Somente os preservativos, tanto femininos quanto masculino, não lançam substancias químicas no organismo, a base de hormônio e metais pesados, como o metal cobre existente no DIU. Portanto, seja qual for o método escolhido, é importante conhecer o próprio corpo e tomar uma decisão baseada em informações seguras que seu medico e enfermeiro possa lhe orientar.

No SUS, esses contraceptivos são disponibilizados GRATUITAMENTE nas UBS (POSTO DE
SAÚDE). Existem outros métodos de contracepção como laqueadura, vasectomia, temperatura basal, coito interrompido, esponjas, espermicidas, implantes intradermicos, anel vaginal e adesivos cutâneos.

Portanto, vivemos em uma sociedade que ainda “olha” com maus olhos sobre este diálogo e a importância de falar com clareza sobre sexo e sexualidade de todos os indivíduos
sem PRECONCEITO.

Enfim, agradeço a companhia de vocês e desejo um final de semana maravilhoso, cheio
de muito respeito e alegria. E não esqueçam que SAÚDE DE QUALIDADE É PARA TODOS.

Marilia Rabelo Pires
Farmacêutica Sanitarista (saudepraque@gmail.com)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here