Enfiei o pé na jaca! E agora??

0
226

Olá meus amores, tudo bem?

Hoje eu quero conversar com você que meteu o “pé na jaca”, fez um monte de dívidas e agora não sabe o que fazer.

Se este é o seu caso, com certeza você fez escolhas incompatíveis com a sua verdadeira realidade financeira

Em alguns casos, as pessoas acabam entrando neste tipo de situação por motivos inusitados que acontecem em sua vida dos quais você não estava preparado, pois nunca se preocupou em fazer a chamada “reserva de emergência” para ter como resolver exatamente estes momentos de aperto inesperados.

Quem usa e abusa dos seus limites financeiros e não se prepara para os imprevistos pode acabar vivendo eternamente em maus lençóis

Mas, não adianta ficar chorando pelo leite derramado! É hora de agir e começar imediatamente a tomar algumas providências para estancar esse sangramento financeiro na sua vida.

A primeira providência é estancar o ferimento. Antes mesmo de aplicar algum remédio, você deve eliminar o sangramento de saída de dinheiro, ou seja, se os seus gastos estão maiores que a sua renda? Então, faça uma varredura completa no seu estilo de vida e estanque essa “ferida” antes que seja tarde demais:

  • Esqueça as compras parceladas;
  • Reduza o consumo de energia (veja o artigo que publiquei recentemente com as Dicas da Vovó Terezinha sobre como economizar energia clicando neste link); http://teresapaula.com.br/dicas-de-economia-do-lar-da-vovo-terezinha-2/
  • Descarte a compra de alimentos semiprontos e as idas a lanchonetes e restaurantes. Prefira comprar os ingredientes frescos e prepará-los em casa. É só você pesquisar algumas receitas e aventurar-se no fogão. Tenha certeza, vai sair mais barato do que comer fora de casa;
  • Evite gastar os créditos do seu celular. Em um mundo de WhatsApp e Skype, utilizar sua linha telefônica não é tão necessário assim. Uma boa dica também é ligar para a sua operadora e negociar um bom desconto no seu plano. Acredite, eu consegui!
  • Exceto as necessidades básicas, nenhuma compra deve ser realizada até você melhorar sua situação financeira. Isso inclui roupas, acessórios, calçados, bugigangas em geral;
  • Deixe o carro na garagem e, dependendo da situação, venda-o. Que tal resgatar a boa e velha bicicleta? Fará um bem enorme a sua saúde e ao seu bolso;
  •  Lazer?? Reviva o hábito de ir à praça central, ou a algum parque público, conversar com as pessoas, respirar ar puro ou até mesmo fazer uma boa caminhada;
  • Explique aos seus filhos, parentes e amigos que só viajará nas férias depois de ter conseguido reequilibrar suas contas. Por enquanto, nada de viagens!

Eu sei que fazer tudo isso que eu citei não é fácil. Na verdade, há situações que exigem medidas mais drásticas ainda

Porém, quanto mais focado você estiver em sair da “pindaíba”, menos tempo terá que se sacrificar e recuperará o seu poder de consumo consciente mais rápido.

Beijos de luz e até a próxima…

 

 

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here