É por isso que você não organiza sua vida financeira!

0
140

Olá meus amores, tudo bem com vocês?

Há quanto tempo que a gente não batia um papo, não é mesmo? Pois bem, estamos de volta e agora pra falar porque você tenta organizar o seu orçamento financeiro e não consegue.

Em março deste ano, ultrapassamos a casa dos 63 milhões de brasileiros inadimplentes segundo dados da Serasa Experian. Ou seja, 40,13% da população adulta no Brasil não está conseguindo pagar as contas e honrar com os seus compromissos. Só no último ano, cerca de mais de 2 milhões de pessoas entraram para a lista dos maus pagadores. Espero que você não tenha sido um deles.

Mas eu vou te contar um dos fatores que têm contribuído muito para que isto aconteça!

Quem nunca saiu pra ir até a padaria comprar um simples pãozinho para o café da manhã e voltou com as mãos cheias de sacolas com vários outros produtos, menos o tal pãozinho que você planejava comprar?? Pois é, gôndolas de supermercados e padarias estão cheias de guloseimas bem na nossa frente para nos incentivar a fazer a famosa COMPRA POR IMPULSO. Uma das principais vilãs do orçamento doméstico brasileiro.

Quem nunca comprou um objeto e no outro dia não aguentava mais nem olhar para ele com tanto arrependimento daquela aquisição??? Hoje, em cada dez habitantes, seis declaram realizar compras sem pensar, sem nenhum planejamento ou necessidade o que anda detonando a saúde financeira da população brasileira e alavancando os números da inadimplência no país.

Roupas, calçados, acessórios, supermercados, cosméticos e idas a bares e restaurantes lideram o ranking dos responsáveis pelas compras por impulso.

Na verdade, as compras por impulso acontecem por diversos fatores, mas o principal deles é a falta de controle emocional. Nós vivemos uma luta eterna entre a razão e a emoção onde na maioria absoluta das vezes a emoção ganha a batalha com facilidade. Por isso mesmo, as compras por impulso estão altamente ligadas ao estado emocional da pessoa. Saber controlar esse carrossel de emoções é o grande segredo para por um fim as Compras por Impulso e deixar de arruinar com o seu planejamento financeiro.

Sendo assim, vou te apresentar 5 atitudes pra evitar as famigeradas Compras por Impulso.

1 – Estabeleça objetivos e metas na sua vida – em primeiríssimo lugar, você e sua família precisam estabelecer objetivos e metas a serem alcançados. Quem tem um planejamento claro do que deseja conquistar, evita fazer compras desnecessárias que possam atrapalhar o orçamento financeiro para a aquisição daquele bem, serviço ou até mesmo daquela viagem almejada pela família.

2 – Deixe o tempo passar – se você deseja adquirir alguma coisa, nunca faça de imediato, use o tempo a seu favor. Deixe passar, uma hora, um dia ou até um mês. Se depois deste tempo, você realmente tiver a clareza que precisa daquilo, então compre! Mas compre com consciência.

3 – Nunca compre nada sob efeito de emoções fortes – o fator emocional é um dos principais mecanismos que aceleram as compras por impulso. Muitas pessoas, se estão felizes, compram alguma coisa pra comemorar o seu estado de espírito. É o famoso pensamento: “vou comprar porque mereço”. Outras compram quando estão tristes, frustradas ou depressivas na tentativa de aliviar suas emoções. No entanto, as compras por impulso trazem muito prazer e satisfação momentâneos para o indivíduo, o que pode durar apenas algumas horas. Logo após, vêm a angústia, o sentimento de culpa e a vergonha por ter adquirido alguma coisa sem nenhuma necessidade.

4 – Faça listas – nunca vá a supermercados sem uma lista clara daquilo que você precisa comprar. As chances de você consumir alguma coisa por impulso diminuem significativamente.

5- Não saia de casa com dinheiro ou cartão de crédito – logicamente esta é a atitude mais radical que você pode tomar em relação às compras por impulso. Mas tem sido uma das estratégias que mais uso nos últimos tempos. Sempre fui aquela pessoa que não saía de casa, em hipótese alguma, sem um dinheirinho no bolso. Consequentemente, voltava para casa sem um tostão furado. Hoje, só levo o suficiente para resolver as coisas que tenho certeza de que vou precisar e o cartão de crédito fica bem guardadinho na carteira em casa. Afinal, ele não precisa sair por aí, passeando e me enchendo de dívidas, não é mesmo?

Pra terminar, recomendo que toda vez que você pensar em comprar alguma coisa, faça estas três perguntas a se mesmo: “Eu realmente preciso disto?” “Eu tenho dinheiro suficiente para pagar isto?” “O que isto vai agregar valor na minha vida, neste momento?”. Se em alguma destas três perguntas você ficar em dúvida, então… é melhor respirar fundo, dar às costas e ir embora sem arrasar com o seu orçamento pessoal.

Eu espero que vocês tenham gostado deste artigo. Comentem aqui em baixo quais foram as piores compras por impulso que vocês já fizeram, compartilhem com seus amigos e vamos juntos rumo ao equilíbrio financeiro.

Beijos de luz e até o próximo post!

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here